O resgate da dignidade e da verdade histórica

comissao verdade

Professores e funcionários administrativos que sofreram alguma violência durante o regime de ditadura militar entrem em contato com a Fitrae MTMS e Sintrae /MS

A jovem república brasileira sofreu, ao longo destes 125 anos, inúmeros momentos de turbulência e ausência de democracia. A primeira república foi marcada pela concentração de capital e a violenta repressão aos movimentos sociais. O campo brasileiro e as áreas urbanas sofreram com o descaso de uma república aristocrática e arcaica, o que por si só já configura uma enorme contradição republicana.

No entanto, o que estava ruim poderia piorar, e piorou. Após a Revolução de 1930, o Brasil mergulhou numa violenta ditadura inspirada no nazi-fascismo europeu. Getúlio Vargas governou o país por uma década e meia utilizando, como agente de persuasão, o violento braço policial, que teve em Filinto Muller, chefe da polícia do Rio de Janeiro, seu maior expoente.

Leia mais...

STJ suspende todas as ações no País que pedem correção do FGTS

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) suspendeu o trâmite de todas as ações relativas à correção de saldos de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) por outros índices que não a TR (Taxa Referencial). A decisão é do ministro Benedito Gonçalves. Ele alega que a suspensão evita a insegurança jurídica pela dispersão jurisprudencial potencial nessas ações.

No País e em Mato Grosso do Sul há uma corrida ao Judiciário para que a correção seja por índices que reflitam a inflação. A decisão alcança ações coletivas e individuais em todas as instâncias das Justiças estaduais e federal, inclusive juizados especiais e turmas recursais. A Caixa Econômica Federal, que pediu a suspensão, estima mais de 50 mil ações sobre o tema em trâmite no Brasil.

A suspensão vale até o julgamento, pela Primeira Seção do STJ, do Recurso Especial 1.381.683, que será apreciado como representativo de controvérsia repetitiva. Ainda não há data prevista para esse julgamento.

A possibilidade da correção do FGTS foi aberta em 2013, quando uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) considerou a TR inadequada para a correção monetária dos precatórios (dívidas já reconhecidas pela Justiça, em ações movidas contra o Poder Público).

Nas ações, utiliza-se o argumento de que se a taxa não serve para o precatório, então também não deve ser parâmetro para o FGTS. Desta forma, os valores depositados entre 1999 e 2013 deveriam ser corrigidos por índices que calculam a inflação, como o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo) ou INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor). O FGTS tem correção da TR mais juro de 3% ao ano.

Trabalhador poderá consultar extrato do FGTS dos últimos 25 anos na internet

Trabalhadores podem gerar e visualizar extratos do FGTS dos últimos 25 anos em uma ferramenta recém-lançada pela Caixa Econômica Federal.

O sistema permite consultar, pela internet, o extrato dos lançamentos desde o início dos anos 1990, quando ocorreu a centralização das contas do FGTS no banco.

Antes da mudança, estavam disponíveis apenas os últimos seis registros. Além do extrato, haverá opções de atualização de endereço, extrato por e-mail e serviços no celular.

Leia mais...

Professores de escolas particulares de MS querem ganho real

Professores e funcionários de escolas particulares de Mato Grosso do Sul querem reajuste salarial acima da inflação acumulada nos últimos 12 meses. Durante assembléia geral da categoria, em Campo Grande, eles pediram 9% de reajuste salarial para os pisos (de professores e funcionários) e para quem ganha acima do piso, o reajuste reivindicado foi de INPC (acumulado nos 12 meses) mais 2% de aumento real.

De acordo com Ricardo Martinez Froes, presidente do Sintrae/MS (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul), a data base da categoria é 1º de março. A classe patronal já recebeu ofício com essas e outras reivindicações solicitadas pelos professores e funcionários reunidos em assembléia.

Leia mais...

Professores de escolas particulares de MS querem 9% de antecipação salarial

A data base da categoria é 1º de março, mas eles querem antecipação para o salário de janeiro

Fátima News

Professores e funcionários de escolas particulares de Mato Grosso do Sul, cuja data base é 1º de março, querem 9% de antecipação salarial para os pisos das categorias, para vigorar a partir de 1º de janeiro. O pedido foi feito pelo Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (privado) de Mato Grosso do Sul – Sintrae/MS, por intermédio de ofício encaminhado à presidente do Sinepe (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Mato Grosso do Sul), Maria da Glória Paim Barcellos.

Leia mais...

Cartão eletrônico vai substituir carteira de trabalho

O governo aplicará tecnologia à carteira de trabalho, substituindo a atual, de papel, por um cartão eletrônico. Espera-se que a novidade esteja pronta para ser colocada em prática em 1º de janeiro de 2014.

O projeto está na Câmara de Gestão e o cartão recebeu o nome de Escrituração Fiscal Digital Social (EFD Social). De acordo com o Estadão, a presidente Dilma Rousseff quer ver o texto concluído ainda neste ano,

O EFD Social permitirá que o trabalhador acompanhe se a empresa está fazendo seus depósitos de contribuição previdenciária e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) normalmente, assim como o recolhimento do Imposto de Renda. Informações sobre locais e períodos em que esteve empregado ficarão disponíveis online para consulta pessoal. Tudo isso, disse ao jornal o ministro do Trabalho, Brizola Neto, deve ajudar a coibir fraudes.

Leia mais...